Perguntas frequentes sobre Sistemas de Ar Condicionado

19/11/2014
PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO.

1)     Como calcular a potência para adquirir corretamente um equipamento para minha residência?
O cálculo da capacidade térmica do equipamento de ar condicionado, inclui vários parâmetros, tais como:
·         Área do ambiente
·         Número de pessoas, atividade e vestimenta.
·         Iluminação e equipamentos
·         Grau de insolação do ambiente, janelas, persianas
·         Características construtivas do ambiente
·         Localização geográfica
Razão pela qual este dimensionamento deve ser executado por pessoal técnico.
Apenas como orientação existe uma pratica que permite avaliar a capacidade de equipamentos para escritórios em geral, devemos multiplicar a área total a ser climatizada por 650, obtendo o resultado em Btu/h.
2)     Há alguma dica para economizar energia durante o uso do ar condicionado?
O consumo de energia em equipamentos de ar condicionado é uma preocupação constante, de todos os envolvidos, apenas para avaliação em edifícios comerciais o consumo de energia deste sistema é responsável por 35 a 40% da conta de energia elétrica.
Nos últimos dez anos avanços tecnológicos têm reduzido este consumo, como proprietário / usuário as principais atitudes seriam:
·         Aquisição de equipamentos com o selo PROCEL de economia de energia, classe A (http://www.eletrobras.com/elb/data/Pages/LUMIS0389BBA8PTBRIE.htm )
·         Os equipamentos do tipo Split-system, passaram a ser fabricados com tecnologia tipo inverter VRV / VRF, fato que reduz em 35% o consumo de energia, é importante salientar que ainda existem disponíveis no mercado equipamentos do tipo on-off e fluido frigorifico R-22, com custo reduzido de aquisição, mas que se tornam muito mais caros quando acrescido o custo de operação.
·         Os novos equipamentos utilizam fluidos refrigerantes R-410 A, que são adequadas as exigências do protocolo de Montreal, reduzindo a agressão a camada de ozônio, (http://www.protocolodemontreal.org.br/eficiente/sites/protocolodemontreal.org.br/pt-br/home.php )
·         Janelas e portas para ambientes não climatizados devem permanecer fechados.
·         Os trocadores de calor, evaporador e condensador e os filtros devem ser limpos periodicamente, para evitar a perda de eficiência do equipamento.
·         O termostato deve estar posicionado preferencialmente, junto a área de utilização a uma altura aproximada de 1,30 m do piso, em local em que não receba insolação direta.
·         A regulagem do termostato é fundamental para o conforto térmico e redução do consumo de energia, regular o mesmo para temperaturas inferiores a 23 ºC, não melhora o conforto térmico e aumenta o consumo de energia.
·         A melhor temperatura para utilizar o sistema de ar condicionado e aquela na qual o usuário não percebe que o ar condicionado está ligado, mas não sente calor.
3)     Quais as vantagens de fazer manutenção preventiva no ar condicionado?
A manutenção preventiva periódica dos equipamentos, garante que as condições ideais de projeto do sistema sejam mantidas, gerando maior conforto térmico e acústico, menor risco de contaminação do ar, menor consumo de energia e menor desgaste do equipamento.
Equipamentos de ar condicionado, não consomem fluido frigorifico (gás), toda as vezes que é detectada falta de gás o mesmo foi gerado por um vazamento, que deve ser corrigido, antes de que seja executada uma nova carga de gás.
A qualidade interna do ar, que recebeu uma legislação especifica do Ministério da Saúde (portaria 3523 de 1998) e ANVISA (RE 174 de 2.000 e RE 09 de 2.003), é garantida pela execução da manutenção e desinfecção periódica dos equipamentos de ar condicionado, os resultados devem ser verificados através de Analises Microbiológicas do Ar periódicas, para comprovar a Qualidade do Ar Interior em ambientes artificialmente climatizados.
Além da legislação acima, o sistema de ar condicionado devem atender a norma técnica NBR 16401 da ABNT, que define todas as características técnicas do sistema, grau de eficiência dos filtros a serem utilizados, volume de ar externo, nível ruído entre outros.
As normas e portarias acima, são aplicáveis para sistemas denominados de conforto, sistemas utilizados em processos ou em locais específicos tais como Hospitais, Laboratórios, Data-Center, Áreas de produção, Salas Limpas, Museus e áreas de acervo, devem obedecer além destas, normas especificas.
Todos os sistemas de ar condicionado, com capacidade total acima de 60.000 Btu/h (5 TR), devem receber manutenção preventiva de acordo com a legislação em vigor, por empresa especializada, que será responsável pela emissão do PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle), o qual deverá conter no mínimo as seguintes informações:
·         Indicação do Engenheiro responsável (ART -CREA).
·         Indicação do Proprietário.
·         Características técnicas do Sistema, ocupação
·         Atividade desenvolvidas durante a manutenção, e sua periodicidade
·         Condições operacionais dos equipamentos e Sistema.
·         Manutenções corretivas executadas
4)     É importante limpar o filtro de ar? Qual deveria ser o intervalo de tempo entre uma limpeza e outra?
A periodicidade de limpeza dos filtros, depende do grau de sujidade no ambiente, mas em média devem ser limpos uma vez por mês.
5)     Quais os principais “erros” durante a escolha do local de instalação que podem interferir no desempenho do equipamento?
A escolha do equipamento não apropriado ao ambiente a ser climatizado, existe uma grande opção de modelos de equipamento, cada um deles desenvolvido para uma aplicação especifica.
Esquecer que os equipamentos devem passar por manutenção periódica e não prever espaços e áreas para esta atividade.
Em equipamentos do tipo Split-system, muitas vezes por razões estéticas os mesmos são instalados em cantos menos visíveis ou pequenos halls, fato que prejudica a climatização do ambiente.
O mesmo ocorre com as unidades externas, condensadoras que devem receber ventilação apropriada, evitando sua instalação em áreas fechadas.
Equipamentos do tipo Split-system, em geral não possuem entrada para ar externo, prejudicando a qualidade do ar interno, na sua instalação devem ser considerados adicionalmente ventiladores e filtros, para garantir um mínimo de 27 m³/h para cada usuário do ambiente, com grau de filtragem mínimo G4.
A instalação de equipamentos, deve ser executada por pessoal técnico qualificado que disponha de treinamento, ferramentas e instrumentos adequados aos serviços a serem executados.
Equipamentos instalados por pessoal sem estas características, tem vida útil reduzida e em muitos casos perda da garantia dos fabricantes.

Eng. Juan Gutierrez Garcia
Diretor Tecnico