Pesquisa de Satisfação

12/05/2014
Obrigado por escolher a SOLLO ENGENHARIA, como seu parceiro em Conforto Ambiental.
A manutenção preventiva periódica dos equipamentos, garante que as condições ideais de projeto do sistema sejam mantidas, gerando maior conforto térmico e acústico, menor risco de contaminação do ar, menor consumo de energia e menor desgaste do equipamento.
Equipamentos de ar condicionado, não consomem fluido frigorifico (gás), toda as vezes que é detectada falta de gás o mesmo foi gerado por um vazamento, que deve ser corrigido, antes de que seja executada uma nova carga de gás.
Os fluidos frigoríficos podem afetar a camada de ozônio, desta forma os mesmos devem ser recolhidos, com equipamentos específicos para esta finalidade e reciclados.
Todos os procedimentos relacionados a fluidos frigoríficos devem atender as recomendações do Protocolo de Montreal e suas versões posteriores, do qual o Brasil é signatário.
A qualidade interna do ar, que recebeu uma legislação especifica do Ministério da Saúde (portaria 3523 de 1998) e ANVISA (RE 174 de 2.000 e RE 09 de 2.003), é garantida pela execução da manutenção e desinfecção periódica dos equipamentos de ar condicionado, os resultados devem ser verificados através de Analises Microbiológicas do Ar, para comprovar a Qualidade do Ar Interior em ambientes artificialmente climatizados.
Além da legislação acima, os sistemas de ar condicionado devem atender a norma técnica NBR 16401 da ABNT, que define todas as características técnicas do sistema, grau de eficiência dos filtros de ar, volume de ar externo, velocidade do ar, nível ruído entre outros.
As normas e portarias acima, são aplicáveis para sistemas denominados de conforto, sistemas utilizados em processos ou em locais específicos tais como Hospitais, Laboratórios, Data-Center, Áreas de produção, Salas Limpas, Museus e áreas de acervo, devem obedecer além destas, normas especificas para cada área .
Todos os sistemas de ar condicionado, com capacidade total acima de 60.000 Btu/h (5 TR), devem receber manutenção preventiva de acordo com a legislação em vigor, por empresa especializada, que será responsável pela emissão do PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle), o qual deverá conter no mínimo as seguintes informações:
Ø   Indicação do Engenheiro responsável (ART -CREA).
Ø   Indicação do Proprietário.
Ø   Características técnicas do Sistema
Ø   Tipo de ocupação
Ø   Atividade desenvolvidas durante a manutenção preventiva, e sua periodicidade
Ø   Condições operacionais dos equipamentos e Sistema.
Ø   Manutenções corretivas executadas
Os sistemas de manutenção devem evoluir de preventiva para preditiva, para isso são necessárias a utilização de instrumentos e atividades específicos, tais como:
Ø    Analise de vibrações de motores e conjuntos girantes.
Ø    Analise Termográfica dos painéis e motores elétricos.
Ø    Utilização de registradores de temperatura e umidade.
Ø    Medições do nível sonoro nos ambientes climatizados.
Ø    Analise físico químicas de agua gelada e de condensação.
Ø    Medição de CO2, em ambientes climatizados.
A Sollo dispõe de pessoal especializado para a execução desses serviços, garantindo o seu enquadramento no mais elevado padrão técnico-profissional, obedecendo às normas aplicáveis a execução dos mesmos.
Maiores informações podem ser obtidas em www.solloengenharia.com.br
Salientamos que nossos contratos de manutenção atendem a todas as especificações da portaria Nº 3.523 de 28 de Agosto de 1998 do Ministério da Saúde e Resolução RE nº 9 de 16 de janeiro de 2.003 da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária, assim como a norma NBR 16401 da ABNT.
Solicitamos o preenchimento do questionário abaixo para avaliarmos a sua satisfação quanto a experiência em nossos atendimentos técnicos, visando identificar oportunidades de melhoria para que possamos atendê-los cada vez melhor.
http://www.solloengenharia.com.br/pesquisas.asp?p=in&id=9
Preferencialmente a mesma deverá ser preenchida através do link acima
Atenciosamente,